• Jônatas Catunda de Freitas

Como se preparar para a cirurgia da tireóide

Você precisa fazer a tireoidectomia e quer saber como se preparar? Nesse artigo vou te explicar quais dicas dou para meus pacientes para melhorar os resultados após a cirurgia!

História dos pacientes que tem nódulos e fazem tireoidectomia

A história geralmente é a seguinte – alguém notou que você estava com um nódulo no pescoço, você fez um ultrassom, identificou um nódulo na tireóide, fez uma punção e por algum motivo agora vai ter que operar. Qualquer cirurgia traz muita ansiedade pois é um território totalmente novo para muitas pessoas e o desconhecido dá medo e insegurança. Medo de sentir dor, medo de ter uma sequela, medo de morrer e de abandonar um filho… São vários filmes que passam na cabeça de todos nós. Eu por exemplo já fui paciente e fiz duas cirurgias, uma para corrigir a miopia em que o meu maior medo era de ficar cego e não poder mais operar, e a outra para retirar um cisto sinovial no punho, que o meu maior medo era de infeccionar, perder a mão e não poder mais operar. São medos irracionais mas possíveis de acontecer. A saída é acalmar a mente, estudar sobre o procedimento que será feito e tomar todos os cuidados antes, durante e após a cirurgia.

Cuidados antes da internação hospitalar

Após indicado a cirurgia, nesse momento pré-operatório, o principal é identificar e cuidar de problemas de saúde que possam atrapalhar ou por em risco a sua anestesia e a sua cirurgia, sejam eles já conhecidos ou não. Você deve manter ao máximo hábitos saudáveis, pois o seu estado de saúde influencia diretamente a recuperação pós-anestésica. Evitar bebidas alcoólicas, não fumar, praticar atividades físicas. Além de cuidar e fazer corretamente o tratamento das doenças que você já sabe que tem, como hipertensão, diabetes, hipotireoidismo, colesterol elevado…

Exames pré-operatórios

A solicitação de exames pré-operatórios é um tema controverso pois alguns médicos deixam de examinar e de conversar com seus pacientes se confiando apenas em exames complementares – pedem todos os exames para todo mundo. Eu peço os exames necessários para cada caso, pois nada substitui uma anamnese bem feita.

Os exames relacionados à indicação da cirurgia devem ser atuais, como o ultrassom da tireóide e a PAAF. No câncer de tireóide, há indicação de realizar um ultrassom cervical para investigar a presença de metástases linfonodais. Em alguns casos, principalmente em tireóides volumosas ou câncer agressivo, a tomografia cervical com contraste pode ser necessária. O eletrocardiograma, ecg, detecta qualquer arritmia ou isquemia que possa se agravar durante a anestesia geral, a radiografia de tórax, além de evidenciar qualquer desvio traqueal ou bócio mergulhante, mostra como está os pulmões e o coração.

Dentre os exames laboratoriais, é importante avaliar:

  1. função tireoidiana para operar apenas em eutireoidismo – compensar qualquer alteração como hipotireoidismo ou hipertireoidismo antes da cirurgia

  2. dosagem de cálcio para identificar a presença de um possível adenoma de paratireóide que o tratamento também é cirúrgico e aproveitar a mesma cirurgia

  3. anticorpos antitireoidianos (anti TPO, e anti Tireoglobulina) para avaliar o grau de tireoidite e uma possível grau de dificuldade na cirurgia

  4. glicemia de jejum e hemoglobina glicada se o paciente for diabético

  5. eletrólitos como sódio e potássio se o paciente usar remédios para hipertensão

  6. função renal em pacientes hipertensos e/ou diabéticos ou acima de 50 anos

Além de exames mais específicos dependendo das comorbidades, como ecocardiograma, teste ergométrico, holter, espirometria…

Medicações

Em geral quase todas as medicações devem ser mantidas até a véspera da cirurgia. Essa orientação quem vai te dar é o seu médico. Muita atenção em sempre falar todos os remédios que você toma, pois alguns remédios trazem efeitos colaterais que podem por a cirurgia em risco. Um exemplo clássico é o da Ginkco biloba, uma erva medicinal que é usada para melhorar a cognição e a memória mas que aumenta sangramentos intraoperatórios – muitos pacientes omitem que tomam por não considerar um remédio! Outro exemplo são os anti-in amatórios. Algumas pessoas fazem uso quase todos os dias por conta de dor nas costas e isso traz riscos, como insu ciência renal e úlcera gástrica que podem agravar após a cirurgia, além de aumentar o risco de sangramento.

Cuidados para o dia da cirurgia

Chegue cedo para não correr o risco de não ter leito para se internar. Procure se informar como chegar no hospital e qual setor deve procurar. E evite atrasos. Em geral faço mais de uma cirurgia por dia – o seu atraso pode gerar uma reação em cascata e atrasar não so as minhas cirurgias mas a de todas as outras equipes do dia, podendo até causar a suspensão da cirurgia de outra pessoa!

Jejum

Toda cirurgia com anestesia geral exige pelo menos 8 horas de jejum total, tanto líquidos quanto sólidos. O motivo é muito importante. Na hora da intubação você deve estar com o estômago vazio, pois isso reduz as chances de broncoaspiração – vomitar e esse vômito ir para os pulmões, causando uma pneumonia potencialmente letal

Higiene

É muito importante que antes de ir para o hospital você tome um banho caprichado, dando atenção especial e lavando bem a área onde será cortado e vista roupas limpas. Isso reduz a carga bacteriana e reduz a chance de infecção. Evite maquiagem, perfumes e qualquer produto cosmético, pois o contato desses materiais com os antissépticos que usamos pode tanto comprometer o efeito antibacteriano e reduzir a proteção quanto causar alguma irritação na pele. Também evite levar muitos adornos como brincos, anéis, colares, relógios, pois tudo isso será retirado quando você for entrar no centro cirúrgico.

O que levar para o hospital

Organize seus exames e leve todos eles em uma pasta. Cuidado para não esquecer nenhum no dia da cirurgia, pois às vezes isso acaba suspendendo o procedimento pela falta de algum exame de tão importante que alguns exame são. O hospital é como um hotel. Você deve levar material de higiene pessoal como escova de dentes, pasta e sabonete. Não há necessidade nem é permitido levar comida. Leve algo para passar o tempo como um livro, palavras cruzadas ou baixe suas séries no Netflix, pois o WiFi nunca é igual ao de casa.

Mantenha a calma. Vai dar tudo certo!



Sobre o site drtireoide.com

Hoje em dia, com a quantidade de informação disponível na internet  fica difícil encontrar conteúdo de qualidade. E esse é exatamente o meu objetivo, levar  informação de qualidade a quem precisa. As vezes percebo que não consigo passar para o paciente todo o conhecimento sobre a sua doença ou, devido a ansiedade da consulta, o paciente não capta toda a mensagem.  Qualquer dúvida escreva nos comentários. Talvez eu escreva um post ou faça um vídeo sobre o seu problema! Se você quiser  marcar uma consulta comigo, clique aqui

Criei esse site para ajudar meus pacientes a entender melhor o seu tratamento. Percebi que os médicos em geral não tem tanto conhecimento sobre tireóide como o cirurgião de cabeça e pescoço tem. Não é fácil encontrar conteúdo de qualidade voltado para pacientes na internet, pois o dr google já diz que tudo é câncer. Por isso tenho essa missão de compartilhar o que sei para facilitar sua vida! Obrigado!

0 visualização0 comentário