• Jônatas Catunda de Freitas

Punção da tireóide – como é feito esse exame?

Dói? Tem anestesia? É perigoso? Nesse artigo vou tirar suas dúvidas sobre esse exame extremamente importante!

PAAF – Punção aspirativa por agulha fina

A PAAF consiste em inserir uma agulha em um nódulo da tireóide e aspirar algumas células para avaliar se é maligno ou benigno. Atualmente, como mais de 90% dos nódulos não são palpáveis, a PAAF tem que ser guiada por ultrassom.

A punção dói?

Dói. A agulha vai furar a pele e músculos até chegar na tireóide

Para conseguir obter material para estudo, a agulha precisa atravessar a pele e alguns músculos até chegar na tireóide. Tem anestesia? Depende. Há quem faça com e sem. Quando se faz anestesia, é a tópica, inserida no subcutâneo. Para isso é necessário furar a pele para anestesiar e em seguida furar de novo na hora da PAAF. A segunda furada já não dói, mas a furada da anestesia dói. No final se troca uma dor por outra. Eu deixo o paciente escolher – quer ser furado uma vez ou duas? A mai