• Jônatas Catunda de Freitas

Tireoidectomia parcial ou Total? Qual a cirurgia para o seu caso?

Você conhece as vantagens e desvantagens de cada uma das cirurgias da tireóide? Atualmente só existem duas técnicas recomendadas. Várias pesquisas mostraram que apenas essas duas tem os melhores resultados. Algumas técnicas foram abolidas, como a nodulectomia – retirar apenas o nódulo, e a tireoidectomia subtotal – retirar quase toda a glândula deixando uma pequena parte perto do nervo, pois estas causavam índices elevados de complicações nas reoperações.

Como é a cirurgia?

Na tireoidectomia parcial, retiro um lado da tireóide e o istmo, na total, retiro os 2 lados e o istmo – toda a glândula

Até 2016, a recomendação dos estudos era sempre realizar tireoidectomia total em todos os casos de câncer. Porém a última recomendação do guideline da ATA, associação americana de tireóide, recomenda a tireoidectomia parcial para casos de muito baixo risco.

Vamos analisar as duas cirurgias de acordo com as seguintes características

  1. Tamanho da incisão

  2. Tempo de cirurgia

  3. Recuperação pós-operatória

  4. Necessidade de tomar hormônio

  5. Risco de rouquidão

  6. Risco de hipoparatireoidismo