• Jônatas Catunda de Freitas

Hiperparatireoidismo – Você conhece essa doença?

O hiperparatireoidismo é uma doença comum mas extremamente pouco diagnosticada. Isso porque 70% dos pacientes são assintomáticos! A incidência aumenta com a idade e acomete principalmente as mulheres.

O que é o hiperparatireoidismo?

É uma doença causada pelo excesso de Paratormônio – o PTH, que é produzido pelas glândulas paratireóides. Elas estão localizadas no pescoço, bem próximo da tireóide, e geralmente temos 4 delas.

O PTH é responsável pelo equilíbrio dos níveis de cálcio no sangue. No hiperparatireoidismo, o aumento exagerado do PTH causa um aumento exagerado dos níveis de cálcio – a hipercalcemia, e isso é extremamente prejudicial.

Quais os sintomas do hiperparatireoidismo?

Mais de 70% dos pacientes são assintomáticos, não sentem absolutamente nada. É descoberto em um exame de sangue de rotina, mostrando que o cálcio está elevado. Os sintomas específicos da doença se manifestam quando o problema já esta mais sério, e são pedras nos rins recorrentes, osteoporose em pacientes jovens, ou até fraturas patólogicas, pois o PTH retira o cálcio dos ossos, deixando-os mais frágeis.

Mas existem vários sintomas subjetivos, não tão específicos, como dores pelo corpo, cansaço, alterações gastrointestinais e até distúrbios psiquiátricos.

Como é feito o diagnóstico do hiperparatireoidismo?

O hiperparatireoidismo é uma das poucas doenças em que o diagnóstico é exclusivamente laboratorial, confirmada por exames de sangue. Basta a dosagem do cálcio e do PTH estarem alterados para fechar o diagnóstico.

Após a confirmação do diagnóstico, existem exames para localizar qual paratireóide está doente – o ultrassom cervical e a cintilografia das paratireóides.

Tipos de hiperparatireoidismo

Hiperparatireoidismo primário – adenoma de paratireóide, onde apenas uma das glândulas está acometida – hiperplasia – Em doenças genéticas – carcinoma de paratireóide – raro e agressivo

Hiperparatireoidismo secundário – causado pela insuficiência renal crônica, nos pacientes em hemodiálise. Todas as glândulas estão acometidas. É uma forma mais grave e deletéria de hiperparatireoidismo, e acomete principalmente os pacientes que estão na la do transplante renal.

Qual é o tratamento do hiperparatireoidismo?

O tratamento é cirurgia – retirada das glândula doente. Necessita de anestesia geral, mas é uma cirurgia segura, com poucas complicações. No pós-operatória há necessidade de cuidado com os níveis de cálcio, que podem baixar demais, mas geralmente isso é transitório.



Sobre o site drtireoide.com

Hoje em dia, com a quantidade de informação disponível na internet  fica difícil encontrar conteúdo de qualidade. E esse é exatamente o meu objetivo, levar  informação de qualidade a quem precisa. As vezes percebo que não consigo passar para o paciente todo o conhecimento sobre a sua doença ou, devido a ansiedade da consulta, o paciente não capta toda a mensagem.  Qualquer dúvida escreva nos comentários. Talvez eu escreva um post ou faça um vídeo sobre o seu problema! Se você quiser  marcar uma consulta comigo, clique aqui. 

Criei esse site para ajudar meus pacientes a entender melhor o seu tratamento. Percebi que os médicos em geral não tem tanto conhecimento sobre tireóide como o cirurgião de cabeça e pescoço tem. Não é fácil encontrar conteúdo de qualidade voltado para pacientes na internet, pois o dr google já diz que tudo é câncer. Por isso tenho essa missão de compartilhar o que sei para facilitar sua vida! Obrigado!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo