• Jônatas Catunda de Freitas

Câncer de Boca

Você sabia que o câncer de boca é o tipo de Câncer mais frequente na região da cabeça e pescoço? Uma doença tão comum deveria ser mais conhecida, pois é facilmente curável se descoberta nos estágio iniciais.

É o 5o câncer mais frequente no homem, atrás do câncer de próstata, pulmão, estômago e cólon. Quais são os fatores de risco do câncer de boca?

Acomete homens com mais de 50 anos e fumantes – o cigarro é o principal fator de risco. A bebida também é um fator de risco importante e quando juntos, bebida e cigarro, os risco de ter câncer de boca são altíssimos.

Quais são os sintomas do câncer de boca?

O principal sintoma é uma ferida que não cicatriza por mais de 15 dias, principalmente na língua, no assoalho da boca embaixo da língua e nas gengivas. Pode causar também dificuldade ou dor para engolir, engasgos, sangramentos, dificuldade em abrir a boca, caroços na face ou no pescoço.

Como dar o diagnóstico de câncer de boca?

O principal exame é a oroscopia – examinar a cavidade oral com uma uma fonte de luz, como uma lanterna de celular. Um exame super barato e acessível, se comparado aos exames necessários para diagnosticar os outros cânceres, como a endoscopia e a colonoscopia.

Apesar de a cavidade oral ser fácil de examinar, mais de 70% dos casos chegam muito tarde, em estágio avançado. São vários motivos. Demora do paciente em procurar ajuda por conta do medo, desconhecimento dos profissionais de saúde, sistema público ineficiente… Mas acredito que o principal motivo seja a desinformação generalizada! Ninguém conhece essa doença!

Para confirmar o diagnóstico, é necessário uma biopsia da lesão. E para planejar o tratamento é necessário tomografia da face e pescoço para estadiar a doença e saber o grau de invasão da lesão e a presença de metástases linfonodais no pescoço.

Como é o tratamento do câncer de boca?