• Jônatas Catunda de Freitas

Câncer de pele

Atualizado: Fev 18

Você sabia que uma ferida que não cicatriza ou um sinal que começou a crescer podem ser sinais do câncer de pele? Entenda nesse artigo.

O câncer de pele é o tipo de câncer mais comum de todos – responsável por cerca de 25% dos cânceres do ser humano. Pode acometer o corpo todo, mas 80% dos casos acometem a face e o pescoço por estar mais exposto ao sol.


Fatores de risco


O principal fator de risco é a exposição ao sol! Quanto mais sol você pegou durante a vida, maior o risco de ter câncer de pele. Por isso, a incidência é maior em pessoas acima dos 50 anos e em homens. As pessoas de pele mais clara também tem risco maior. A localização mais comum do câncer de pele são as regiões expostas ao sol – na face e no pescoço, cerca de 80% dos caso acomete essas regiões.


Tipos de câncer de pele


O câncer de pele tem 2 tipos principais: – O tipo Melanoma – raro e agressivo, pode enviar metástases à distância e matar.

– O tipo Não-melanoma, que possui 2 subtipos principais

– O carcinoma basocelular, CBC, mais comum e menos agressivo.

– O carcinoma espinocelular, CEC, segundo mais comum e um pouco mais agressivo do que o CBC.


Sintomas do câncer de pele


O principal sintoma do câncer de pele são feridas na pele que não cicatrizam, podendo coçar, sangrar, doer. E que tem crescimento progressivo. As vezes apresentam uma crosta central que pode ulcerar e sangrar. As lesões costuma ser endurecidas. O melanoma tem um aspecto diferente: é um sinal de pele preto ou castanho que mudou de cor, tornou-se irregular nas bordas e começou a crescer.


Tratamento do câncer de pele


O principal tratamento do câncer de pele é a cirurgia. É o que garante a maior chance de cura. Dependendo do tamanho da lesão, pode ser feita com anestesia local sem precisar de internação hospitalar. A cirurgia envolve a retirada de toda a pele acometida pela lesão incluindo uma margem de segurança, nas laterais e profundamente – para evitar que a lesão cresça novamente. O câncer de pele não deve ser negligenciado, pois as lesões crescem se não for feito nenhum tratamento!


Quanto maior a lesão, mais difícil fica a reconstrução, sendo necessário fazer retalhos ou enxertos – conseguir pele para fechar o defeito. Apesar disso, o resultado final ca bastante aceitável na maioria dos casos.


Prognóstico


A chance de cura do câncer de pele é muito boa, maior do que 95%! Porém quando o paciente não procura atendimento logo ou quando o tratamento não é feito por um especialista, os resultados não são bons! Procure um cirurgião de cabeça e pescoço caso você tenha alguma lesão de pele suspeita!



Hoje em dia, com a quantidade de informação disponível na internet  fica difícil encontrar conteúdo de qualidade. E esse é exatamente o meu objetivo, levar  informação de qualidade a quem precisa. As vezes percebo que não consigo passar para o paciente todo o conhecimento sobre a sua doença ou, devido a ansiedade da consulta, o paciente não capta toda a mensagem.  Qualquer dúvida escreva nos comentários. Talvez eu escreva um post ou faça um vídeo sobre o seu problema! Se você quiser  marcar uma consulta comigo, clique aqui. 


Criei esse site para ajudar meus pacientes a entender melhor o seu tratamento. Percebi que os médicos em geral não tem tanto conhecimento sobre tireóide como o cirurgião de cabeça e pescoço tem. Não é fácil encontrar conteúdo de qualidade voltado para pacientes na internet, pois o dr google já diz que tudo é câncer. Por isso tenho essa missão de compartilhar o que sei para facilitar sua vida! Obrigado! 


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo